Desafio de Viagem #4 de 10

2012 - Praga, República Tcheca


No meu último texto de viagens, fiz algumas reflexões sobre o passado, o futuro, e como ambos são complementares.


Rever essas fotos de viagens de 8, 10, 12 anos atrás tem sido uma verdadeira viagem no tempo e, assim, comecei a pensar em como isso se aplica na minha realidade.

O que, afinal, eu tenho a aprender com o passado?

O que temos?


Fico me perguntando se, nessa época, tínhamos noção do que viria a seguir.

Será que, nas nossas piores projeções, pensávamos que íamos chegar nesse fundo do poço que tem sido 2020?


Abandonando o presente sombrio, vamos voltar à segurança e ao conforto do passado por um momento, para uma cidadezinha bem peculiar do leste da Europa.

Lar de Kafka e Jan Neruda (que "emprestou" o nome ao poeta chileno), a capital da atual República Tcheca é um dos lugares mais lindos que já tive a oportunidade de visitar (e um dos mais frios também, mas ninguém mandou irmos visitá-la em pleno inverno europeu).


Com uma arquitetura de tirar o fôlego, belíssimas pontes de pedra, ruas de paralelepípedo e construções medievais únicas, incluindo o maior castelo do mundo, Praga é uma cidade que parece saída diretamente de um conto de fadas.


Dá a impressão de não ter sido antigida pelas agruras da história e nem pelas disputas humanas, conservando uma aura mística que parece manter o lugar e seus habitantes em tempos mais simples, em um mundo mais simples, com mais esperança e com mais possibilidades.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo